Curso de Educação Física promove Homenagem ao Dia do Professor

Para comemorar o Dia do Professor no colegiado de Educação Física na AGES, tivemos a participação do Professor Mauro Betti, uma das maiores referências aqui no Brasil em Educação Física.

 

O corpo docente da AGES é composto por Alan Bruno, Cleiton Oliveira, Davi Soares, Maique Batista, Tiago de Melo.

 

Ser professor é muito mais que cumprir x horas na sala de aula,

Ser Professor vai muito mais além do conteúdo ensinado;

Ser professor é lidar com as incertezas

Ser professor é fazer do “nada” o “tudo”

Ser professor ultrapassa os muros escolares e romper barreiras

 

Ser professor é a “Chave”, como nos diz Oldney Lopes em seu poema:

 

Se os livros alimentam o saber

O mestre proporciona-lhes sabor

Se são enigmas a resolver

O educador é o codificador.

 

Que seria do livro e do leitor

Sem orientador a despertar

Ideias e sentidos, corpo e cor,

Na relevante ação de mediar?

 

Se há na escola uma qualquer contenda

O docente é o reconciliador

Se há conflito que obstrua a senda

O mestre mostra-se apaziguador.

 

Que seria de uma escola sem docentes?

Salas vazias e paredes nuas

Prédio deserto, árido e silente

Portal do nada, a esmaecer nas ruas.

É que a jornada, sem apoio e guia

É trilha escura, sem norte e sem destino,

Pois falta o rumo da sabedoria,

Facho de luz, clarão para o ensino.

 

Sendo os alunos pássaros que tentam

Os seus primeiros vôos do saber

É pelas mãos dos mestres que alimentam

A fome insaciável de aprender.

 

Se, entretanto, as agruras são gaiolas

Que encarceram o aluno em estupor,

A porta que liberta é a escola

E a chave que a destranca é o professor!

 

Porque ser professor, parafraseando o professor Jaldemir Bezerra, é lidar com a força intangível que move o mundo, transformar nações, viver as utopias e projetar outras, reconstrói-se constantemente e precisa gravitar por diversas áreas do saber porque na visão sistêmica da vida tudo está interconectado.

Finalizo aqui minha breve saudação a todos vocês dizendo que: Educação Física é vida, é energia que pulsa nas nossas veias, é a sintaxe textual que se traduz pelo movimento, as manifestações linguísticas, corporais, culturais e artísticas, todos os sentidos e significados particulares porque somos seres únicos, porém, carregados de rizomas afetivos e sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *